Alunos da Fatec Catanduva desenvolvem software solidário

Alunos da Fatec Catanduva desenvolvem software solidário

Estudantes e professores da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Catanduva, localizada na Região de São José do Rio Preto, colocaram seus conhecimentos a serviço da solidariedade. A pedido da Associação e Rede de Cooperação Social (Arcos), eles desenvolveram um sistema web para conectar diversas entidades de assistência da região.

Lançado no final de junho, em cerimônia online, o Arcosys permite que as instituições registrem e compartilhem entre si informações como cadastramento de doações, de voluntários e de pessoas assistidas; agenda de eventos e campanhas para arrecadação, entre outras tarefas. “Estamos felizes de ter uma parceira como a Fatec, que cria tantas oportunidades para que nossas atividades sejam bem-sucedidas”, disse o presidente da Arcos, Wagner Quadros, durante o evento de lançamento.

O trabalho começou em 2018, quando a Arcos procurou a faculdade relatando a dificuldade de centralizar as ações das diversas entidades associadas. “A tecnologia permite um controle maior dos procedimentos, evitando duplicidade na doação de cestas básicas, por exemplo, possibilitando o atendimento de uma quantidade maior de famílias”, explica João Cardia, um dos professores responsáveis pelo projeto.

O desenvolvimento do software envolveu cerca de 80 estudantes do curso superior de tecnologia de Gestão da Tecnologia da Informação. Eles foram responsáveis por todas as etapas, desde a modelagem até a implantação do sistema. “Foi uma atividade de suma importância para os alunos. Conseguimos simular no ambiente acadêmico as práticas do mercado, aprimorando competências e habilidades socioemocionais da turma”, avalia Cardia.

Daiane Cordeiro se diz orgulhosa de ter contribuído com o projeto. Além disso, afirma que o desenvolvimento do Arcosys foi fundamental para sua inserção no mundo do trabalho. “Tive contato com a parte prática de programação, o que me deu confiança para conseguir uma vaga de estágio em uma empresa de Catanduva”, conta a estudante do quarto módulo de Gestão da Tecnologia da Informação.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade

Publicidade