Responsive Ad Slot

Main Ad

Arquivo Público de Olímpia ganha sede para armazenamento de acervo e visitação

Lançado em 02 de março de 2018, o Arquivo Público Municipal “Dr. Antônio Augusto Reis Neves” da Estância Turística de Olímpia nasceu como importante ferramenta para gestão documental, fonte de informações sobre atos governamentais, preservação de raízes históricas e do patrimônio municipal.

24 de junho de 2019

/ por Redação
Arquivo Público de Olímpia ganha sede para armazenamento de acervo e visitação

Lançado em 02 de março de 2018, o Arquivo Público Municipal “Dr. Antônio Augusto Reis Neves” da Estância Turística de Olímpia nasceu como importante ferramenta para gestão documental, fonte de informações sobre atos governamentais, preservação de raízes históricas e do patrimônio municipal.

Agora, o departamento, que estava funcionando provisoriamente no prédio da secretaria de Administração, ganhou uma sede própria. O imóvel, localizado na Rua David de Oliveira, 299 – Centro, foi inaugurado na manhã desta segunda-feira (24), data em que também se comemora o Dia do Padroeiro da cidade, São João Batista.

O Arquivo Público tem a missão de criar metodologia de pesquisa e gestão documental, contemplando proteção especial ao patrimônio científico municipal, disseminando cultura de transparência e controle social e a visão de referenciar o Município na área de gestão documental, por meio de metodologia segura e confiável, servindo de base para tomada de decisões do gestor e atender às demandas da população. O equipamento leva o nome do doutor Antônio Augusto Reis Neves, que foi proprietário do Colégio Olímpia, a partir da década de 40, e fez história no município.

“É com muito orgulho e alegria que hoje abrimos este espaço que será uma porta aberta para a comunidade para que toda a sociedade possa trazer sua história e colaborar com essa construção. Não é comum termos um espaço desse nos municípios e o prefeito Fernando Cunha tem dado todo o respaldo para o nosso trabalho. Até os móveis utilizados aqui foram resgatados de inservíveis, restaurados e estão representando uma história. Também vamos trabalhar com a gestão documental e já temos um site para melhorar o acesso às informações. É um trabalho grande, que estamos apenas começando, mas que sabemos que será de grande valor e um legado de nossa gestão”, discursou a secretária de Administração, Eliane Abreu.

Além da secretária, a cerimônia de inauguração contou com a presença do prefeito Fernando Cunha, secretários municipais de outras pastas, os vereadores Zé das Pedras, João Magalhães, Marcão Coca e Hélio Lisse, equipe do Arquivo, servidores municipais e sociedade civil.

O representante da Câmara de Vereadores falou sobre a importância do equipamento. “A história de uma cidade se faz pelas pessoas. Há muitos anos, ela estava se apagando e agora o Arquivo Público vem resgatar isso com a visão empreendedora do prefeito Fernando Cunha e de toda a equipe da secretaria de Administração. Precisamos do passado para fortalecer as ações do presente. Parabenizo por esse importante espaço entregue oficialmente no Dia do Padroeiro do nosso município.”, afirmou Dr. João Magalhães, líder de Governo na Câmara.

Finalizando os discursos, o prefeito Fernando Cunha falou sobre o trabalho da administração de preservar a história e tornar o Arquivo um equipamento gestor de documentação pública. “Logo que tomei posse já me deparei com um desafio enorme que era o processo da Beneficência Portuguesa e me dei conta da importância de haver informações organizadas . Naquele momento, entendi que precisávamos ter um Arquivo Público e, hoje, fisicamente está sendo materializado um projeto que permitirá preservar, digitalizar e organizar um manancial de informações, que será um banco de dados do nosso município. Uma vertente fundamental que a gente constrói para a administração pública e para a população de Olímpia e para qualquer pesquisador interessado”, destacou.

“Outra vertente é que essa região representa o início da indústria de Olímpia e que estava esquecida desde que a ferrovia foi desativada, então, nós estamos revitalizando e criando uma região recuperada com a reforma da Estação, do Casarão Tonanni, preservação da Igreja de Nossa Senhora Aparecida e agora vem o Arquivo, o Museu de História do Município e uma Biblioteca. Estamos promovendo a recuperação urbanística e cumprindo com a nossa obrigação de não perder os marcos da história com o tempo”, acrescentou o prefeito.

Desde que foi lançado, o Arquivo tem desenvolvido projetos como Memória Viva, Café com História e Baú de Histórias que documentam a história e depoimentos de personagens importantes do município, além de atuar na gestão documental com o tombamento e recuperação de documentos e a digitalização de fotos antigas, entre elas 1200 catalogadas e 800 digitalizadas do arquivo do Foto Abe.

Agora, com a entrega do prédio, todo o acervo documental do Arquivo está sendo transferido para o novo local, com armazenamento de documentos físicos e disponibilização de arquivos digitais para pesquisa e consulta de toda a comunidade. A princípio, a nova sede estará aberta para atendimento ao público de segunda a sexta-feira, das 15h às 17h. Já o site pode ser acessado pelo link https://arquivo.olimpia.sp.gov.br/.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Leia Também
© todos os direitos reservados | Blog Cajobi 2011 - 2019
feito com por Jean Morelli