Nossas Redes Sociais

header ads

Em média, 2018 registrou 60 multas de trânsito por dia em Catanduva

Em média, 2018 registrou 60 multas de trânsito por dia em Catanduva

Por dia, em média, foram multas de trânsito em Catanduva no ano passado. O balanço de O Regional leva em consideração dados divulgados ontem (dia 5) pela Secretaria de Trânsito e Transportes Urbanos (STU), após questionamento. De janeiro a dezembro de 2018 foram 21.848 autuações.

O número é resultado de soma de multas que foram aplicadas pelos Agentes Fiscalizadores de Trânsito (AFTs), Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar. Entre as principais infrações estão “dirigir veículo utilizando-se de telefone celular" e "estacionar em desacordo com a regulamentação”.

O resultado de 2018 é 15% maior do que o de 2017, quando foram 18.933 multas aplicadas pela GCM, AFTs e PM. Ou seja, foram 2.915 autuações a mais de um ano para outro.

MULTAS POR UTILIZAÇÃO DE CELULAR

Apenas nos primeiros sete meses de 2018, o número de multas aplicadas a quem usa o celular enquanto dirige já era 33% maior do que em todo o ano anterior. Os dados são do Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf), mantido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

De janeiro a julho, segundo o órgão, esse tipo de infração resultou na aplicação de 759,7 mil multas em todo o país. Ao longo de 2017, as multas impostas pelo uso de celular ao volante somaram um total de 571,6 mil.

Classificada como “gravíssima” pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a infração por uso de celular ao volante pesa no bolso gera sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A multa pode ainda ser combinada com outro tipo de infração, a condução de veículo sem as duas mãos ao voltante, que rende mais cinco pontos. Como se sabe, o acúmulo de 20 pontos ou mais, em um período de até 12 meses, implica na suspensão da CNH. Mesmo com o carro parado no semáforo ou no engarrafamento, o manuseio de aparelhos eletrônicos continua sendo infração passível de multa.

Postar um comentário

0 Comentários