Header Ads

test

Tiroteio em Tabapuã deixa feridos e uma pessoa morta

Na noite de ontem, 12, em Tabapuã, aconteceu uma troca de tiros e segundo as informações houve feridos em estado grave e até uma possível morte. Dois jornais regionais publicaram uma matéria referente ao acontecido, mas algumas informações não batem, por isso, iremos disponibilizar os dois textos na íntegra. Confira:

Gazeta do Interior - Uma troca de tiros entre polícia e moradores de um bairro de Tabapuã no final da tarde desta sexta-feira (12/01/2018), terminou com um policial e um homem baleado. A Polícia Militar de Tabapuã e Catanduva negaram qualquer tipo de informação.

Segundo moradores, o fato ocorreu durante uma briga entre famílias de ciganos no bairro Jardim dos Ipês, em Tabapuã. Um homem de Olímpia que teria ido ao local tirar satisfações começou a atirar contra a família e pelo menos dez tiros foram disparados contra um carro.

No tiroteio um homem de Tabapuã teria ficado ferido no braço e fugido para um canavial. A PM foi acionada e no local houve uma nova troca de tiros desta vez com os policiais que acabaram acertando o homem na barriga. Um dos policiais levou um tiro no braço, mas passa bem.

Segundo o Hospital de Tabapuã, a vítima que foi baleada passou pela entidade e acabou sendo transferida para Catanduva com gravidade. No local ninguém também quis falar sobre o assunto. A Polícia Militar de Tabapuã e também de Catanduva também negou as informações sobre o fato.

O Regional - Uma troca de tiros entre ciganos terminou em morte em Tabapuã. O caso foi registrado na noite de ontem (12). Um policial também foi baleado e está no hospital. As primeiras informações são de que inicialmente havia uma briga envolvendo dois ciganos que teriam tentado matar um terceiro.

Houve troca de tiros, dois deles teriam fugido para Olímpia e foram capturados. Um terceiro ciganos teria se escondido em uma área de mata. A Polícia Militar foi acionada e foi até o local, quando as equipes chegaram, o cigano atirou e atingiu um policial. Houve nova troca de tiros e ele também foi atingido.

O policial e o cigano foram levados ao hospital. O primeiro está em observação, mas o quadro é considerado estável. O segundo morreu na manhã deste sábado (13). Os outros dois ciganos foram localizados e presos em Olímpia. Nesse intervalo de tempo, a polícia teria recebido informações de que uma casa em Tabapuã abrigava as armas que teriam sido usadas pelos ciganos. As equipes da PM foram até o local e encontraram com mulheres os revólveres. Os itens foram apreendidos e as mulheres foram ouvidas e liberadas.

(Foto: Colaboração leitores/Gazeta do Interior)

Nenhum comentário