Cajobi

[Cajobi][list]

Polícia

[Polícia][twocolumns]

Moagem de cana registra atraso de quase 30 milhões de toneladas

A moagem da cana registrou atraso de quase 30 milhões de toneladas no processamento. Os números divulgados recentemente pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) levam em consideração a primeira metade de maio. O setor já aponta para os impactos negativos nas produções de etanol e açúcar em toda região Centro-Sul que engloba também a região de Catanduva.

O resultado visto leva em consideração o acumulado da safra 2017/2018 que somou 80,28 milhões de toneladas, ante os 108,86 milhões de toneladas que foram vistos no mesmo período da safra anterior.

O volume de cana que foi processado até a primeira metade de maio chegou a 38,46 milhões de toneladas, o que corresponde a uma queda de 3,10% sobre o valor visto no mesmo período da safra anterior que foi de 39,69 milhões de toneladas.

Quando se analisa o açúcar, a produção por tonelada de cana desde o início da safra está semelhante a vista no mesmo período do ciclo anterior. Isso porque são 49,07 quilos de açúcar por tonelada de cana neste ano. No mesmo período do ano passado o volume era um pouco menor, chegando a 48,89 quilos.

Por conta da estagnação da produção de açúcar por tonelada de matéria-prima e diante do atraso da moagem, a quantidade de açúcar que foi fabricado chegou a 3,94 milhões de toneladas no acumulado da safra, o que corresponde a um número abaixo dos 5,32 milhões de toneladas que foram produzidas no mesmo período do ano passado.

No etanol a queda também é vista. Isso porque foram fabricados 3,10 bilhões de litros desde o início da safra, sendo 1,14 bilhão de litros de anidro e outro 1,96 bilhão de litros de hidratado. O número visto é inferior aos 4,40 bilhões de litros que foram vistos na safra anterior.

Na primeira quinzena de maio deste ano, a fabricação de açúcar chegou a 2,11 milhões de toneladas, enquanto que a produção de etanol chegou a 1,48 bilhão de litros, sendo 840,54 milhões de litros de hidratado e 642,46 milhões de litros de anidro.

O número de usinas em funcionamento até o dia 15 de maio também foi inferior. Isso porque 249 unidades produtoras estavam em atividade em toda região Centro-Sul. Na região de Catanduva todas as usinas já estão operando normalmente nesta safra. No mesmo período do ano passado eram 258 unidades. A expectativa da Unica é de que 13 usinas já estejam operando no próximo levantamento.

Oscilações nas vendas

O teor de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de matéria-prima chegou aos 122,87 quilos nos primeiros 15 dias do mês passado. Uma queda de 1,55 quilos, diante da mesma quinzena do ano passado. No acumulado da atual safra a redução chegou a 3,36 quilos, com 116,53 quilos por tonelada.

A quantidade de etanol vendido pelas unidades produtoras da região Centro-Sul soma 965,35 milhões de litros até a primeira quinzena de maio deste ano, 42,17 milhões de litros que foram destinados à exportação e 923,18 milhões de litros voltados ao mercado doméstico.

As vendas do etanol hidratado chegaram a 560,53 milhões de litros neste ano, o que corresponde a um aumento de 12,76% no comparativo aos 497,12 milhões de litros que foram vistos na quinzena anterior que equivale a segunda metade de abril deste ano.

Já o etanol anidro teve um volume de vendas que chegou a 362,65 milhões de litros nos 15 primeiros dias de maio, o que corresponde a uma queda de 8,42%, sobre o mesmo período do ano passado.

Cíntia Souza // O Regional
Jean Morelli

Apaixonado por notícias, filmes e séries. Sou blogueiro desde 2011, amante do jornalismo, flamenguista de coração e cajobiense desde sempre.

Postar um comentário
  • Blogger Comente usando Blogger
  • Facebook Comente usando Facebook
  • Disqus Comente usando Disqus

Nenhum comentário :


Política

[Politica][bleft]

Cidades

[Cidades][threecolumns]

Esporte

[Esporte][grids]

Geral

[Geral][bsummary]