Header Ads

test

Incidente envolvendo prédio da Faer pode causar demissão de Secretária da Cultura de Olímpia

Um incidente envolvendo os problemas jurídicos em torno do prédio da antiga Faculdade Ernesto Riscali (Faer) pode causar a demissão da secretária municipal de Cultura, Esportes e Lazer, Maria Justina Boitar Riscali, Tina Riscali (foto). Isso porque, ao fazer o anúncio da construção de um campus em Olímpia, o presidente da Uniesp S/A e reitor da Universidade Brasil, Fernando Costa, teceu várias críticas a proprietária da edificação que move uma ação de despejo contra a instituição por eventual falta de pagamento de alugueis.

Durante uma entrevista que concedeu a um blog da cidade, Fernando Costa, embora afirmando que assumiu a Faer, mas que não pode dar atenção especial, fez várias afirmações contra Tina Riscali, inclusive dizendo que ela tinha a faculdade e que não teve competência para tocar, repassando-a para a Uniesp.

Além disso, afirmou que Tina criou problemas em relação ao prédio: “é uma pessoa que parece não gostar de Olímpia. Ela fez questão de fazer uma ação de despejo de uma faculdade que pertence à comunidade”.

Afirmou também que sofreu uma perseguição mortal contra a faculdade que, segundo ele, é de Olímpia, e pessoal contra ele. “É lamentável”, acrescentou.

Disse também que se preocupa dela ser secretária do prefeito Fernando Augusto Cunha: “é secretária do prefeito e isso me preocupa. É uma pessoa que não ama Olímpia. Estou sendo sincero”.

Além disso, negou ter dívidas com Tina Riscali e que paga R$ 33 mil por mês de aluguel e que está tudo em dia. Afirma também que Tina implicou e que não tem nada atrasado e que ela está desequilibrada.

FAMÍLIA NO LOCAL

Embora não se tenha confirmação oficial, a reportagem desta Folha apurou que Aloisio Riscali, marido de Tina, junto com uma das filhas e o genro, esteve no local rebatendo as afirmações de Fernando Costa.

Também consta que eles teriam afirmado que Tina Riscali iria pedir exoneração do cargo de secretária de Cultura, Esportes e Lazer.

Porém, a esse respeito, a reportagem manteve contado com a assessoria do prefeito Fernando Augusto Cunha, mas a resposta foi que o prefeito estava em São Paulo e que apenas na segunda-feira, dia 19, se manifestaria a respeito dessa questão.

OUTRO LADO

Por outro lado, Aloisio Riscali publicou em sua rede social: “Todo mundo em Olímpia conhece a minha família. Quem acompanhou a entrevista do dono da Uniesp viu o que fizeram com o nome da minha família com aval de políticos. Eles devem muitos aluguéis para a gente. Meu nome vai para o CADIM na segunda-feira, e a dívida de IPTU está em R$ 70 mil que não pagam”.

iFolha

Nenhum comentário