Header Ads

test

Cães que seriam enterrados vivos são resgatados em Uchôa

Três filhotes de cachorros foram resgatados de dentro de um buraco nesta última terça-feira (13/06/2017), em Uchôa. Protetoras de animais da cidade que salvaram os animais, disseram que o buraco foi feito com uma cavadeira para que eles fossem enterrados vivos.

O ato de crueldade aconteceu em uma área rural, perto da linha de trem da cidade. As protetoras, Lilian Luisa Pissolati, Bruna Lipare e Suelen Spinolla contam que uma senhora que passava com os dois filhos pelo local ouviram o choro dos animais e pediram a ajuda das protetoras

“Não dá para acreditar que um ser humano é capaz de fazer uma crueldade dessas com animais indefesos. Nós chegamos e eles estavam sendo comidos por formigas saúvas. Só faltaram jogar a terra por cima e enterrar eles vivos”, fala Lilian.

A protetora que cuida de cerca de 20 animais em casa, conta que os três filhotes foram recolhidos, tratados e levados para o pet shop que ela é proprietária. “A fêmea eu já consegui fazer a doação e vai para Tabapuã. Ainda temos dois machinhos e estamos pedindo para que as pessoas adotem eles. São lindos e estão super saudáveis”, conta.

Liliana fala ainda que em 15 dias, 17 filhotes foram abandonados na cidade. Em um dos casos, ela procurou a polícia porque sabia quem tinha abandonado. “Encontramos cinco filhotes no cemitério e registramos boletim de ocorrência, agora a polícia vai instaurar inquérito. Depois encontramos outros quatro em um mato atrás de um posto de combustíveis e mais cinco em um canavial. As pessoas de Uchôa estão perdendo o amor aos animais”.

Vale lembrar que mau tratar ou abandonar animais é crime e prevê pena com Detenção de três meses a um ano e multa.

(Gazeta do Interior // Fotos: Arquivo pessoal)

Nenhum comentário