Header Ads

test

Golpe da cura do câncer faz mais duas vítimas em Barretos

(Foto Capa//Ilustrativa) Uma paciente em tratamento contra o câncer e seu marido foram vítimas do 'golpe da cura' no sábado, 27, em Barretos. Segundo a Polícia Civil da cidade, é o terceiro caso em menos de um mês.

O suspeito já abordou pacientes na área interna e externa do Hospital do Câncer, oferecendo um medicamento que promete curar a doença. Após ingerir a bebida, as vítimas desmaiam e são roubadas pelo homem. Desta vez, as vítimas estavam no terminal rodoviário de Barretos e foram levadas pelo suspeito até à Santa Casa da cidade, onde aconteceu o golpe.

Edva Batista Lira Miguel, 49 anos, luta contra um câncer no estômago desde julho do ano passado. Moradora do estado do Mato Grosso, a mulher está morando temporariamente com o marido, Antônio Francisco Miguel, 63 anos, no anexo da Congregação Cristã, no bairro Paulo Prata, em Barretos.

Na manhã do sábado, 27, Edva e Antônio foram até a Rodoviária de Barretos para sacar dinheiro e comprar uma passagem para o Mato Grosso. Ao sair do terminal, o casal foi abordado por um homem branco, bem vestido, de aparentemente 50 anos de idade, magro e com cabelos brancos, que começou a conversar com a dupla, que acabou lhe contando sobre o tratamento feito por Edva no Hospital do Câncer.

Durante a conversa, o homem disse ao casal que também fazia tratamento no Hospital do Câncer, tendo inclusive mostrado a eles uma cicatriz na barriga, logo acima do umbigo, afirmando que havia passado por uma cirurgia e só tinha conseguido se curar da doença graças a um remédio feito por uma índia, que era distribuído de forma sigilosa por uma médica da Santa Casa. Então, o homem levou a dupla até à Santa Casa e pediu que eles aguardassem em frente ao hospital. Minutos depois, o suspeito disse ao casal que a médica estava ocupada, mas que havia conseguido o remédio.

Segundo Edva, no copo havia um líquido cor de rosa, que tinha um gosto amargo. Após tomar a bebida, a mulher não se lembra de mais nada, apenas de ter visto seu marido saindo do local com o suspeito. Edva foi encontrada desmaiada próximo ao hospital e só veio a acordar horas depois já internada na Santa Casa, onde pôde relatar os fatos.

Antônio também foi localizado desacordado próximo ao hospital e foi levado internado. O casal permaneceu internado sob observação até a noite do domingo, 28, tendo voltado para o anexo apenas na segunda-feira, 29. De acordo com a mulher, o suspeito roubou sua bolsa, com todos seus documentos pessoais, cartões bancários com senha e uma quantia em dinheiro.

De acordo com uma voluntária do anexo da Congregação Cristã em Barretos, que não quis se identificar, o golpe foi um choque para o casal e outros pacientes. "Não estávamos sabendo dessa onda de golpes. Ficamos assustados", disse. Segundo a mulher, o remédio não afetou o casal e nem o tratamento de Edva, no entanto, a paciente deve voltar ainda esta semana na Santa Casa para fazer novos exames. "Ela diz que não está sentindo as pernas direito, tem muita dor", conta.

Arthur Avila // Diário da Região

Nenhum comentário