Breaking News

Main Ad

Juiz eleitoral nega aumento de cadeiras na Câmara de Olímpia


Juiz eleitoral nega aumento de cadeiras na Câmara de Olímpia


O juiz da 80.ª Zona Eleitoral, Lucas Figueiredo Alves da Silva, negou no final da tarde de terça-feira desta semana, dia 6, o aumento do número de cadeiras na Câmara Municipal de Olímpia, a partir do dia 1.º de janeiro de 2017, quando serão empossados os novos vereadores para o quatriênio 2017/2020.

Para tanto, ele indeferiu requerimento que lhe foi encaminhado pelo presidente da Câmara, vereador Luiz Antônio Moreira Salata, invocando a Emenda Constitucional número 58, de 23 de setembro de 2009, que alterou o Artigo 29 da Constituição Federal, que em seu Inciso IV, foi alterado com a inclusão da letra D, principalmente, que diz: 15 vereadores nos municípios de mais de 50 mil habitantes e de até 80 mil habitantes.

Consta que pelo menos cinco candidatos a vereadores que não se elegeram ou não se reelegeram, mas ficaram como suplentes, segundo informações divulgadas pela imprensa local no início da manhã de terça-feira, dia 6, teriam assinado o requerimento pedindo um acréscimo de cinco cadeiras na Câmara Municipal de Olímpia, que atualmente tem 10 e passaria para 15.

Os suplentes que estariam pleiteando a criação de mais cinco cadeiras seriam: Marco Antônio Parolim de Carvalho, João Luiz Stelari, Leandro Marcelo dos Santos, João Batista Dia Magalhães e Leonardo Simões.

No entanto, em razão de Magalhães passar a ocupar a vaga de Izabel Cristina Reale Thereza, que deverá assumir a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, o próximo nome seria o do Sargento Tarcísio.

Postar um comentário

0 Comentários