Breaking News

Main Ad

Acusado de liderar quadrilha que assaltou correio de Cajobi é preso pela Polícia


Acusado de liderar quadrilha que assaltou correio de Cajobi é preso pela Polícia

Um homem acusado de liderar uma quadrilha que assaltava agências de Correios na região, inclusive de Cajobi, microrregião de Olímpia, foi preso por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São José do Rio Preto. Jamal Assem Mussi, conhecido como Jamalzinho, de 41 anos de idade, foi preso na casa dele em Fronteira, Estado de Minas Gerais, na terça-feira, dia 2. Um segundo suspeito, Jander Faruk Mussi (foto acima, à direita), foi preso por policiais civis mineiros na madrugada de quinta-feira, dia 4.

O grupo criminoso realizou sete assaltos a Correios, sendo que uma única agência, localizada em Palestina, foi alvo três vezes. Os outros roubos ocorreram em Icém, Orindiúva, Cajobi e Riolândia. A quadrilha também é acusada de roubar quatro carros e abandoná-los durante a fuga. A estimativa é que eles tenham causado prejuízo de aproximadamente R$ 100 mil.

As investigações tiveram início, após um roubo a sacoleiros em Icém, ocorrido no final de janeiro deste ano. Os criminosos levaram R$ 17 mil.

“A equipe Falcão II começou a investigação de roubo a residência de dois sacoleiros, que se preparavam para ir até o Paraguai. No curso das investigações descobrimos que tinha envolvimento dessa quadrilha em vários roubos de Correios e veículos.”, afirmou o delegado Alceu Lima de Oliveira Junior.

Durante o assalto aos sacoleiros, os ladrões usavam máscaras cirúrgicas como forma de esconder o rosto. A partir desse crime, os policiais notaram que várias agências dos correios da região foram assaltadas por homens que vestiam máscaras de uso hospitalar. Em alguns crimes, os bandidos também utilizaram chapéu de palha para que as imagens de segurança não registrassem o rosto deles.

Nos crimes, os bandidos rendiam os funcionários das agências com arma de fogo e subtraiam valores guardados nos cofres das empresas. Outros três integrantes da quadrilha estão foragidos e a polícia divulgou foto deles. São eles: Napoleão Ferreira Lopes, conhecido como Napô, 42 anos, Rodrigo José de Souza, conhecido como "Canibal", 31 anos, Jander Faruk Mussi, 38 anos. (foto: Diário da Região).

Uma VW Saveiro, que teria sido usada em alguns crimes, foi apreendida, além de uma moto. “A Saveiro aparece em algumas imagens de roubos, tem detalhes específicos como capota marítima, as rodas da frente são diferentes das traseiras, tem um engate, um adesivo. Não temos dúvida que o veículo foi utilizado em roubos aos Correios e também vários furtos na região”, disse o delegado.

De acordo com a Polícia Civil, dois dos acusados possuem rancho em Fronteira e o local era utilizado para se esconderem após os crimes e também utilizado para arquitetar os crimes. Os acusados, são de Minas Gerais e Goiás, mas possuem passagens por diversos crimes na região, como latrocínio, roubo, furto e tráfico. Eles responderão por roubo e associação criminosa.

SEGUNDO SUSPEITO


Um segundo suspeito de integrar quadrilha que assaltava agências de Correios na região foi preso por policiais civis de Minas Gerais. A prisão foi na madrugada desta quinta-feira, dia 4 . Na terça-feira, dia 3, à noite, o acusado de liderar o grupo de ladrões, Jamal Assem Mussi, conhecido como Jamalzinho, 41 anos, foi preso na casa dele, em Fronteira (MG), por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), de Rio Preto.

Jander Faruk Mussi, de 38 anos, que tinha prisão preventiva decretada, foi localizado em Frutal (MG). Ele foi conduzido para Rio Preto. Outros dois homens estão foragidos, Napoleão Ferreira Lopes, conhecido como Napô, 42 anos, Rodrigo José de Souza, conhecido como "Canibal", 31 anos.

Segundo a polícia, a quadrilha realizou sete assaltos a Correios, sendo que uma única agência, localizada em Palestina, foi alvo três vezes dos criminosos. Os outros roubos ocorreram em Icém, Orindiúva, Cajobi e Riolândia. O bando também é acusado de roubar quatro carros e bandoná-los durante a fuga. A estimativa é que eles tenham causado prejuízo de aproximadamente R$ 100 mil.

As investigações tiveram início, após um roubo a sacoleiros em Icém, ocorrido no final de janeiro. Os criminosos levaram R$ 17 mil. “No curso das investigações descobrimos que eles tinham envolvimento dessa quadrilha em vários roubos de Correios e veículo.”, afirmou o delegado Alceu Lima de Oliveira Junior.

ROUBO EM CAJOBI



Como se recorda, o assalto em Cajobi praticado no dia 26 de março de 2015, quando dois ladrões, em seguida, roubaram um Honda Civic também de um morador da cidade que foi utilizado na fuga.

De acordo com a informação divulgada, os dois ladrões armados invadiram a agência dos Correios e anunciaram o assalto. Em seguida, se apossaram dos malotes e fugiram. No entanto, não foi divulgado o que continham os malotes roubados.

Ainda consta que depois de saírem a pé dos Correios, eles entraram num escritório próximo da agência e, depois de trancarem todas as pessoas que estavam no local, roubaram o carro Honda Civic de cor preta, com placas ETG-4700.

Também segundo as informações das vítimas, eram dois homens, um deles usando chapéu, camiseta gola polo azul escura e sapatênis listrado de branco. O outro ladrão usava também calças jeans e boné preto. Um deles tinha uma faixa branca na camiseta na altura do peito. De acordo com informações fornecidas por populares que perceberam a ação dos ladrões, eles teriam fugido na direção de Paraíso e Catanduva.





iFolha / Com informações do Diário da Região

Postar um comentário

0 Comentários