Cajobi

[Cajobi][list]

Polícia

[Polícia][twocolumns]

Densidade de descargas elétricas em Catanduva é de 8.62 por km²/ ano


Níveis acima de cinco pontos, como é o caso da cidade são considerados altos



Densidade de descargas elétricas em Catanduva é de 8.62 por km²/ ano

Catanduva tem uma densidade de descargas elétricas de 8.62 por km²/ ano. O índice é preocupante, já que acima de cinco pontos são considerados níveis altos. Os dados têm como base a população e a área de intensidade. Apesar de estar acima do ideal, nenhuma morte foi provocada pelos efeitos dos raios na cidade. Informação é do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat), órgão ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).


O ranking geral dos municípios e as respectivas médias de raios foram registrados de 1.999 a 2.011. O nível de raios em Catanduva está acima do registrado em Praia Grande, localizada no litoral sul de São Paulo com 7.19 por km²/ ano. Cidade em que uma tragédia foi registrada. Isso porque, quatro banhistas morreram de dezembro do ano passado, depois de serem atingidos por um raio na orla. Outras quatro pessoas ficaram feridas com a força da descarga elétrica. Entre as vítimas fatais, estão dois casais, todos da mesma família.



O grupo estava nas proximidades de um quiosque no bairro Canto do Forte, quando foram atingidos pelo raio. Um guarda-sol pode ter atraído a descarga elétrica para o grupo. Catanduva está em 221º lugar no ranking da densidade estadual, enquanto que na densidade nacional está em 1.478º. Ariranha, cidade próxima a Catanduva, a média é de 8.99 por km²/ ano, ocupando o 171º lugar no ranking da densidade estadual e 1.285º na densidade nacional. 



Catiguá também tem registro alto nas médias, alcançando 8.90 por km²/ ano, ocupando 180º lugar no ranking de densidade estadual e 1.328º na densidade nacional. Pindorama está com média de 8.64 por km²/ ano, ocupando a posição 217º no ranking de densidade estadual e 1.468º no ranking de densidade nacional. Já Santa Adélia tem densidade de descargas de 8.45 por km²/ ano. A cidade está em 260º lugar no ranking de densidade estadual e 1.599º na densidade nacional.



Número de raios deve aumentar 



A quantidade de raios no Brasil deve aumentar durante esse verão. A maior quantidade de descargas deve ocorrer nas Regiões Norte e Nordeste do Brasil. Já no Sul a concentração de raios deverá ser identificada no mês de março. A informação é do Inpe.



O Brasil, segundo o Instituto, é o país campeão em incidência de raios, com cerca de 50 milhões por ano. No ano passado, entre os meses de janeiro e novembro 84 pessoas morreram atingidas por raios no nosso país. Sendo que cerca de 30% das vítimas realizavam atividades agropecuárias no momento do acidente.
Cerca de 50 milhões de raios caem todos os anos no Brasil, de acordo com estatística do Inpe. Sendo que a cada 50 mortes por raio no mundo, uma delas ocorre no Brasil, sendo que 43% das vítimas fatais são atingidas no período do verão. A maioria de 81% dessas vítimas fatais são os homens, já que os acidentes ocorrem em circunstâncias de atividades rurais ou dentro de casa. A faixa etária mais atingida pelos raios está entre 20 a 39 anos, numa porcentagem de 43%.

PROTEÇÃO DE RAIOS 



As tempestades de verão trazem as descargas atmosféricas (raios), que segundo informações do Elat, estudos relatam visível aumento de incidência de raios em áreas urbanas. Essa maior incidência de raios está relacionada ao aumento de temperatura (fenômeno conhecido como “ilha de calor”) e de poluição nos centros urbanos.



Para se proteger dos raios durante as tempestades basta tomar algumas precauções. Quando perceber que uma tempestade está se formando, o melhor a fazer é sair de piscina, do mar, rio ou lago. Se estiver na rua, procure se abrigar dentro de uma loja, casa, e se estiver no carro feche os vidros para ficar protegido. Não fique embaixo de árvores e próximo a veículos.



Além disso, não recolha roupa no varal se este for feito de cabo metalizado ou arame. Também evite falar ao telefone ligado à tomada. Retire todos os eletroeletrônicos da tomada, para evitar que o raio queime-os. O raio pode atingir equipamentos não apenas pelo cabo de energia elétrica, mas pela antena de televisão, cabos de TV a Cabo ou da telefonia. O melhor a fazer é desligar eletrodomésticos e eletrônicos das tomadas e esperar a tempestade passar para religá-los.



Outra dica importante é evitar usar o chuveiro elétrico durante a chuva. Não passar roupas ou utilizar eletricidade neste momento é muito importante.





O Regional
Jean Morelli

Apaixonado por notícias, filmes e séries. Sou blogueiro desde 2011, amante do jornalismo, flamenguista de coração e cajobiense desde sempre.

Postar um comentário
  • Blogger Comente usando Blogger
  • Facebook Comente usando Facebook
  • Disqus Comente usando Disqus

Nenhum comentário :


Política

[Politica][bleft]

Cidades

[Cidades][threecolumns]

Esporte

[Esporte][grids]

Geral

[Geral][bsummary]