Breaking News

Main Ad

Escola estadual de SP transforma alunos em agentes ambientais e é uma das vencedoras de prêmio nacional de educação


Engajamento dos alunos da rede em promover a limpeza do Rio Juqueriquerê no litoral paulista é reconhecido no Projeto Escola Voluntária



Escola Voluntária

O projeto pioneiro da unidade de ensino da rede estadual Avelino Ferreira, do município de Caraguatatuba, foi um dos vencedores do Prêmio Escola Voluntária, que ocorreu na noite desta terça-feira, dia 25. A proposta de envolver os alunos na limpeza do Rio Juqueriquerê, no litoral paulista, conquistou o terceiro lugar e foi reconhecida por promover um impacto positivo na sociedade.

O trabalho premiado foi batizado de “Juqueriquerê...o rio pede socorro!”. Apenas este ano, os estudantes e a comunidade retiraram 360 quilos de lixo do rio. “Motivar os alunos para que contribuam com a melhora do meio ambiente foi além da sala de aula. Ensinamos sobre a consciência da preservação de forma interdisciplinar. O projeto estimulou o trabalho de voluntariado dentro da escola e os próprios estudantes fizeram questão de resgatar o rio que fica ao redor de suas casas. Eles tornaram-se multiplicadores do compromisso ambiental”, aponta a diretora da escola, Silvia Regina Sgarbi.

Esta foi a 14ª edição do Prêmio Escola Voluntária, realizado em parceria pela Rádio Bandeirantes e pela Fundação Social. Além de São Paulo participaram outros nove Estados brasileiros e, desde a criação da premiação em 2001, já foram reunidas mais de 5 mil iniciativas dos estudantes. O primeiro lugar ficou com uma escola de Minas Gerais e o segundo foi conquistado por uma unidade de ensino do Pará.

Anualmente são sempre 10 finalistas selecionados pelo Escola Voluntária. O projeto da escola Estadual de São Paulo Professora Maria Conceição Aparecida Basso, que incentiva leitura fazendo com que as crianças de Fernandópolis contem histórias para os idosos, também fez parte da lista dos selecionados.

Postar um comentário

0 Comentários