Cajobi

[Cajobi][list]

Polícia

[Polícia][twocolumns]

Caso do maníaco da motocicleta chega a 11 vítimas em Catanduva

O caso do maníaco da motocicleta aterroriza as mulheres de Catanduva, com números de casos informados à polícia crescendo a cada dia. Anteontem, mais uma vítima prestou queixa, e agora o total de mulheres abusadas já soma 11, com 13 ocorrências, já que duas delas sofreram o abuso duas vezes (apalpada nas nádegas).

Três mulheres registraram os fatos na tarde de anteontem no Plantão Policial e na Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

O acusado R.D.N., de 22 anos, é investigado pelos crimes de tentativa de estupro e contravenção penal de importunação ofensiva ao pudor.

De acordo com o delegado responsável, Hélvio Roberto Bolzani, o próximo passo das investigações é notificar as três mulheres a reconhecerem o acusado, “Existem vítimas que, por medo de represálias, acabam desistindo de registrar a ocorrência. Outras acham que vão ficar de frente com o suspeito. No reconhecimento, elas ficam separadas por uma porta com vidro que só permite a visualização de fora pra dentro. De modo que, se houver mais vítimas, é imprescindível que elas compareçam na delegacia”, explicou o delegado.

Reconhecido pelas mulheres, se não houver qualquer dúvida quanto à autoria do crime, todo o procedimento será encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), e a análise em relação a eventual pedido de prisão temporária ou preventiva ficará a cargo da delegada.

“O rapaz esta sendo acusado por tentativa de estupro, na modalidade ato libidinoso diverso da conjunção carnal, o antigo atentado violento ao pudor”, afirmou.

Que agora faz parte do estupro. Ele está sujeito a uma pena de 6 a 10 anos de reclusão (em cada caso). Alguns ataques serão enquadrados na contravenção penal de atentado ofensivo ao pudor; a pena é apenas de multa”, explicou Bolzani.

As vítimas devem procurar a DIG ou o Plantão Policial para prestar queixa.

“O comparecimento das vítimas é importante para apuração do grau de extensão desses ataques. Esses fatos não podem ficar na impunidade. Se o suspeito praticou um crime, ele responderá por isso; se praticou 20 ações criminosas, ele responderá por todas elas”, finalizou.

Diário da Região // Marcelo Ono
Jean Morelli

Apaixonado por notícias, filmes e séries. Sou blogueiro desde 2011, amante do jornalismo, flamenguista de coração e cajobiense desde sempre.

Postar um comentário
  • Blogger Comente usando Blogger
  • Facebook Comente usando Facebook
  • Disqus Comente usando Disqus

Nenhum comentário :


Política

[Politica][bleft]

Cidades

[Cidades][threecolumns]

Esporte

[Esporte][grids]

Geral

[Geral][bsummary]