Breaking News

Main Ad

Trote da Unifafibe acaba em confusão em Bebedouro

Novos alunos do Centro Universitário Unifafibe, em Bebedouro (SP), parecem ter sido mal recebidos pelos veteranos, na noite de segunda-feira (3). A Polícia Militar precisou conter um trote violento que acontecia do lado de fora do campus, segundo testemunhas. A confusão só terminou após a chegada dos policiais, que usaram bombas de efeito moral e balas de borracha para dispersar a multidão. Revoltadas com a repressão, muitas pessoas atiraram vários objetos contra a polícia, como garrafas de vidro, enquanto gritavam palavras de ordem.

Um dos calouros classifica o trote como "absurdo". "Deixaram meninas só de calcinha na calçada, subiram nos carros e amassaram tudo... A gente lá, trancado dentro da universidade, preso por quase uma hora, sem poder sair", relata o jovem. Uma veterana do curso de Direito, que estava no local, reclama da ação da Polícia Militar. "A polícia deu tiro de borracha em quem não fez nada. Algumas pessoas choraram e outras até desmaiaram com as bombas de efeito moral. Isso sim foi um absurdo", diz a aluna, contrariando o calouro. Ela enfatiza que se "um 'bixo' se dispõe a ir ao trote, ele sabe que será judiado".
A confusão aconteceu em frente a um bar, próximo ao centro universitário, onde alunos costumam se reunir durante o intervalo das aulas.

Um internauta que acompanhou o caso também comentou o ocorrido. "Nem todo mundo gosta de brincadeira, e você paga uma grana alta para ser desrespeitado e agirem como animal com você", lamentou.

Por Diego Souza

Postar um comentário

16 Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ESTA E A PORRA DO BRASIL....OW BEBEDOURO MAH...

      Excluir
  2. Primeiro dia de aula em qualquer faculdade da região é realizado o trote, sendo proibido ou não. Sendo assim todos os calouros que foram nesse dia estavam cientes que seriam submetidos ao trote e se foram estavam de acordo com ele. Então aos calouros que não aceitam tais brincadeiras deveriam ficar em casa para mais um dia de férias ao invés de se ficar fazendo de injustiçados para o jornal.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Quem se dispôs a ir para a faculdade ontem sabia que ria o trote como todos os anos tiveram. Não sei o que o pessoal acha que é trote? Jogar tinta GUACHÊ, cortar a roupa, deixar discalço, isso é desrespeito pra quem foi com essa intenção? Acho que a policia deveria cuidar do que realmente é sua obrigação. Eles não tomam essa atitude com aqueles "chatos" que ficam pedindo 'moedinha' no semáforo do Lago que estão com a cabeça raspada, sem roupa e todos sujos! Qual a diferença deles pros calouros de ontem?
    Passar na faculdade é uma vitória para muitos que prezam os estudos e essa brincadeira é a forma que encontraram em dar 'Boas Vindas' ao pessoal. Quando eu participei no meu trote, há dois anos, foram feitas as mesmas brincadeiras, voltei sem sapato, com tinta, ovo e tudo o que eu calouro que foi pra rua tem direito.

    ResponderExcluir
  5. Mídia, mídia, mídia.... BLA BLA BLA ! Se os calouros foram no trote é porque queriam e estavam ciente do TROTE !. Quem não quer levar trote não vai, se à pessoas que vão, é porque estão cientes do que vão passar e querem levar o trote ! Para alguns é um divertimento, para outros uma comemoração que marca a conquista de entrar em uma faculdade e cursar um ensino superior. No dia em que eu fui calouro ninguém abusou de nada e não fizeram nada a força !!! É A PORCARIA DO BRASIL !

    ResponderExcluir
  6. Jornalismo porco e tendencioso! Não aconteceu absolutamente nada disso!

    ResponderExcluir
  7. eu so caloro e estava la sendo "bixo" ontem ñ aconteceu nada disso, estava até q legal até a policia chega atirando sem mais nem menos.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Pessoal, não presenciei a cena e também não tenho moral para ficar ao lado de ninguém. Acontece que alguns veteranos não sabem diferenciar humilhação e brincadeira. Há alguns veteranos mais conscientes, porém outros, gostam de humilhar os calouros. Em relação ao ato da policia, achei um absurdo também, pois ainda o diálogo é o maior amenizador de conflitos. Creio que tinha bastante alunos com idade entre 17/18 anos. Isso pode gerar até um trauma para quem está cursando a faculdade pela primeira vez.

    ResponderExcluir
  10. Diego Souza, o trote estava indo muito bem como em todos os anos, até a ação da P.M. que resultou em revolta e descontentamento. Par a próxima matéria recomendo fontes mais confiáveis.

    ResponderExcluir
  11. "Trote da Unifafibe acaba em confusão em Bebedouro"! Confusão essa totalmente gerada pelos PM's Sem necessidade nenhuma !

    ResponderExcluir
  12. A solução do trote e fazer campanhas para entidades beneficientes, pois sim seria um trote legal, pois e relação com os policias eles agiram certos pois alguem tem que garantir a segurança.

    ResponderExcluir
  13. Querem fazer baderna e a policia é que tá errada? sou estudante de direito da UNIP e estamos com matéria de prova passada no primeiro dia de aula, tem professor que não deixa aluno entrar atrasado na sala, É PROIBIDO TROTE NA UNIP E EM OUTRAS UNIVERSIDADES EM RIBEIRÃO PRETO, fazem trotes somente quem é de usp, federais etc...se tiver trote na rua e levar ao conhecimento da coordenação há expulsão, por que será hein??? isso se chama comprometimento, boa tarde a todos e vamos estudar em vez de brincar..rsrs

    ResponderExcluir