Breaking News

Main Ad

Educação convoca pais e alunos para mega mobilização contra o bullying nas escolas estaduais

A Secretaria da Educação do Estado tem um encontro marcado com os pais e responsáveis dos 4 milhões de alunos da rede estadual no próximo sábado, dia 22. Na data, ocorre uma mega reunião nas 5 mil escolas estaduais, evento que celebra o projeto "Um dia na escola do meu filho" e integra as ações para aproximar ainda mais a comunidade da vida escolar dos estudantes. Na primeira edição de 2014, o tema central é a participação das famílias no combate a um dos principais gatilhos dos conflitos escolares: o bullying.

Durante todo o dia, as escolas foram orientadas a preparar atividades especiais, como palestras, visitas às dependências da unidade, exibição de filmes e gincanas. O objetivo é mostrar as ações desenvolvidas nas escolas e apresentar o funcionamento de estruturas como o Conselho da Escola, a Associação de Pais e Mestres e o Grêmio Escolar. Além disso, será distribuído um informativo com 10 dicas sobre como participar da rotina escolar de alunos de todas as idades.

Já as 2,3 mil unidades que integram o Programa Escola da Família ficaram encarregadas em promover um amplo debate sobre como evitar e conscientizar as crianças, adolescentes e adultos sobre o respeito entre os colegas. As direções das unidades vão apresentar os trabalhos preventivos para propor um pacto contra o bullying.

“A atuação da Secretaria é para envolver cada vez mais a as famílias e a sociedade no processo educativo, ação que amplia a qualidade do ambiente escolar. Todos os projetos preventivos desenvolvidos por nós são abertos aos familiares e responsáveis", afirma o secretário da educação, professor Herman Voorwald. "Um levantamento feito sobre um dos nossos programas, chamado de professor-mediador, mostrou que a atuação deste docente é aprovada por mais de 90% das unidades de ensino por interferirem de forma positiva na rotina", completa.

A rede estadual de ensino fechou o ano de 2013 com 2.884 professores-mediadores, profissionais que passaram por cursos de capacitação e aplicam práticas restaurativas e de mediação de conflitos no ambiente escolar e um dos temas mais trabalhados por estes docentes é o bullying (por 88% dos docentes).