Breaking News

Main Ad

Advogado denuncia envenenamento de árvores em Severínia

Bastante estarrecido com a situação, o advogado André Domingues, denunciou à Polícia Ambiental, o extermínio de algumas árvores que estaria sendo praticado através de envenenamento de alguns exemplares. “Já acionamos a Policia Militar Florestal, que é especialista em apuração de crimes ambientais. É lamentável que ainda existam pessoas dispostas a agredir a natureza de forma gratuita. A Justiça será feita", desabafou.

Uma situação que segue na contra mão dos apelos dos ambientalistas, como também do projeto de arborização municipal previsto no selo Município Verde Azul, árvores da espécie Ipê Roxo e Pinheiro, foram alvo de envenenamento nesta semana.

Essas árvores estão plantadas em frente da sede da Seicho-No-Ie e tem mais de 10 anos cada. Ao que tudo indica, o autor do envenenamento abriu cortes nos troncos a golpes de facão e depois aplicou o veneno.

Na base do tronco, as gramas que foram atingidas já morreram e ainda não foi possível identificar o veneno utilizado, mas no local o cheiro de amônia ainda é muito forte.

Segundo André, as árvores e sua robustez já foram motivo de reclamação por parte de um dos vizinhos, que culpava as plantas por não receber um bom sinal de internet via rádio.

“Recentemente essa pessoa fez uma poda sem critério algum e sem permissão, mas isso não significa que tenha sido ela a cometer agora essa barbaridade”, explica.

No Brasil, agressão às árvores e o envenenamento, constitui crime ambiental, sendo que o autor pode pegar de três meses a um ano de prisão mais multa. Isso se o fato não constituir infração mais grave.

Fonte: iFolha

Postar um comentário

0 Comentários