Breaking News

Main Ad

Catanduva superou média do estado em vacinação contra aftosa

Catanduva superou a média do Estado de vacinação contra a febre Aftosa, durante o mês de maio. Enquanto o índice de imunização em todo o Estado foi de 97,7%, em Catanduva, a porcentagem foi de 99,7% bovinos e bubalinos vacinados.

Os dados fazem parte do Relatório emitido pela Defesa Agropecuária do Estado, na última quinta-feira.

Ao todo, foram contabilizados pelo Escritório de Defesa Agropecuária de Catanduva (EDA) 43.847 animais imunizados na primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa.

Catanduva teve índices superiores também as regiões de Barretos, Bragança Paulista e Campinas. Araraquara foi destaque no Estado com 100% dos rebanhos registrados vacinados.

Foram imunizados bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade. O número de animais nesta faixa etária totaliza 4,2 milhões de cabeças.

O sistema de dados da Coordenadoria de Defesa Agropecuária mostra que 94,55% das 121.285 propriedades, que possuem bovídeos com até 24 meses de idade, declararam a vacinação; 57 propriedades, com um total de 12.677 animais envolvidos, tiveram a vacinação fiscalizada; e 1.427 propriedades, com um total de 69.170 animais, tiveram vacinação assistida pelo órgão oficial de defesa.

Próxima

A próxima etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa será realizada durante o mês de novembro, todos os animais do rebanho bovídeos deverão ser vacinados.A vacinação contra a Febre Aftosa é obrigatória. O criador que não vacinar ou não comunicar a vacinação à Defesa Agropecuária sofrerá multa de 5 Ufesps, ou seja, R$ 96,85 por cabeça por deixar de vacinar, e 3 Ufesps, R$ 58,11 por cabeça, por deixar de comunicar a vacinação. O valor de cada Ufesp - Unidade Fiscal do Estado de São Paulo é R$ 19,37.

VACINAÇÃO

O criador deve observar alguns cuidados para garantir uma boa vacinação:

- adquirir vacina somente em estabelecimentos cadastrados pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária. A legislação proíbe o uso de vacinas contra a Febre Aftosa adquiridas em etapas de vacinações anteriores.

- a vacina deve ser mantida entre 2 e 8 graus centígrados, tanto no transporte como no armazenamento. Para isso deve ser usada uma caixa de isopor, com no mínimo dois terços de seu volume em gelo. A vacina nunca deve ser congelada;

- escolher o horário mais fresco do dia para realizar a vacinação;

- vacinar de preferência no terço médio do pescoço (tábua do pescoço). Independente da idade, a dose é de 5 ml de vacina. 

- usar seringas e agulhas higienizadas - sem o uso de produtos químicos (nem álcool, nem cloro);
- substituir a agulha com frequência, para evitar infecções;

- manter os frascos da vacina resfriados durante a operação;

- classificar os animais por idade (era) e sexo, para evitar acidentes durante a vacinação.

Fonte: O Regional // Karla Konda

Postar um comentário

0 Comentários