Responsive Ad Slot

Main Ad

Cajobi

Cajobi

Cinema

Cinema

Mundo

Mundo

Música

Música

Tecnologia

Tecnologia

VIDEO

Vídeo

Prefeito de Barretos processa o próprio município para receber R$ 260 mil em férias e 13º salário

Nenhum comentário
Prefeito de Barretos processa o próprio município para receber R$ 260 mil em férias e 13º salário

O prefeito de Barretos (SP), Guilherme Ávila (PSDB), processou a própria administração municipal para receber R$ 260 mil em férias, um terço de férias e décimo terceiro salário que ele reclama não ter recebido nos últimos cinco anos.

Ávila atualmente ganha, em rendimentos brutos, R$ 23,7 mil por mês como prefeito. Desde 2014, ele recebeu cerca de R$ 1,5 milhão com o subsídio referente ao cargo que exerce, segundo um documento emitido pelo departamento de recursos humanos da administração.

Na ação ajuizada este mês, a defesa do chefe do Executivo cita um entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de 2017, de que essas gratificações devem ser pagas a agentes políticos como o prefeito. Apesar disso, outros prefeitos da região, como Ribeirão Preto (SP), não recebem tais benefícios.

Procurado pela reportagem, Ávila não quis conceder entrevista. Em nota, ele reforçou o argumento de que o plenário do STF entendeu que é direito de todos os prefeitos do país receber abono de férias e décimo terceiro.

Também justificou que entrou com a ação para que não ficasse nenhuma dúvida sobre a legalidade de uma autorização para ter acesso a benefícios previstos pela Constituição Federal.

Alvo da ação, o departamento jurídico da Prefeitura de Barretos informou que ainda não foi notificado, mas que é obrigação do município recorrer independente de quem seja o autor.

Férias, 1/3 de férias e 13º salário

A ação de cobrança em nome do prefeito de Barretos foi ajuizada do dia 7 deste mês. Na petição, a defesa do chefe do Executivo pede o ressarcimento de R$ 113 mil em férias, R$ 37,6 mil em um terço de férias e mais R$ 108,5 mil em décimo terceiro salário que não foram recebidos nos últimos cinco anos.

"Requerente faz jus ao gozo das férias com o recebimento das verbas acima indicadas, quais sejam, 1/3 de férias e 13º salário, dos últimos cinco anos de mandato, salientando, porém, que na impossibilidade do gozo das férias, tem direito o demandante à correspondente indenização pecuniária", descreve a petição.

Na argumentação, a defesa questiona a validade do parágrafo 4º do artigo 39 da Constituição Federal, que estabelece que detentores de mandatos eletivos como o prefeito somente podem receber subsídios fixados em parcela única, sendo vedado o acréscimo de qualquer gratificação.

Para isso, menciona uma decisão de 2017 do STF, que considerou não haver incompatibilidade entre o recebimento do subsídio e do pagamento de férias, um terço de férias e décimo terceiro salário.

Além disso, cita uma série de petições ajuizadas por diferentes prefeitos tratando do mesmo tempo.

"É inequívoco o fato de que os direitos ora pleiteados pelo requerente possuem assento constitucional, sendo, portanto, desnecessária a existência de norma reguladora local que confirme direito fundamental que a própria Constituição Federal já outorgou, de modo que a aplicação dos preceitos constitucionais é direta e imediata", defende.

Homem é encontrado morto em represa na área rural de Cajobi

Nenhum comentário
Homem é encontrado morto em represa na área rural de Cajobi

O corpo de um homem de 32 anos foi encontrado na tarde desta segunda-feira (11) em uma represa na área rural de Cajobi. A vítima estava desaparecida desde ontem e teve o corpo encontrado pelo seu próprio irmão.

Segundo as informações preliminares, Evanildo Santana de Oliveira, 32 anos, saiu de casa às 18h00 do domingo (10) de bicicleta e, sabendo do desaparecimento, o irmão de Evanildo saiu a sua procura na manhã desta segunda-feira quando encontrou o corpo boiando na margem da represa na Fazenda Fortaleza.

A PM de Cajobi e o Corpo de Bombeiros de Severínia estiveram no local e o corpo de Evanildo será levado ao IML.

Duas funcionárias são acusadas por supostos estupros em creche de Cajobi

Um comentário
Duas funcionárias são acusadas por supostos estupros em creche de Cajobi
Foto: Jean Morelli / Blog Cajobi

Nesta sexta-feira que não era 13, e sim dia 08/11, uma notícia supostamente envolvendo funcionárias de uma creche da cidade caiu como uma bomba para os moradores, claro, mais ainda para pais, mães e parentes que dependem deste tipo de apoio e serviço, ou seja, deixar as crianças lá para irem trabalhar. E, caso se confirme mesmo o que rola na cidade e que consta no BO PC 536/2019, é um absurdo sem tamanho e as autoras devem, friso, caso se confirme tudo, ser punidas inclusive com a perda do cargo, e no âmbito da Justiça, que apodereçam na cadeia. Mas como em todo caso policial - o mesmo está sendo investigado ainda e portanto - todo cuidado com relação aos nomes das supostamente autoras é pouco. Mas caso se confirme mesmo, voltaremos neste BO PC com nomes e todos os dados já que é inadmissível o que consta no boletim de ocorrência registrado pelas mães das crianças de aproximadamente dois anos de idade, detalhe, menino e meninas.


Segundo o BO PC registrado as 10h12 desta sexta na delegacia de polícia de Cajobi, três crianças (por enquanto) suspostamente teriam sido abusadas por duas funcionárias da creche. E segundo o relato das mães, com base em confissões das crianças vítimas, a situação já vinha acontecendo a algum tempo, mas só foi descoberto agora. Como? Vamos ao BO PC...

Nesta sexta-feira, uma mãe, J. (nome fictício*)., moradora da cidade, compareceu na delegacia e alegou ser mãe de uma das vítimas, o garoto L.*, de 2 anos de idade. Ela informou que cerca de um mês atrás vem notando que seu filho vem apresentando sangramento no ânus mas que ele já reclamava de dores desde 8 meses atrás, ou seja, desde quando iniciaram as aulas na creche.

A mãe disse que notou que quando o filho defecava as fezes apresentavam sangramento, não no meio mas apenas em volta.

Que na quarta-feira, 06, uma outra mãe de nome J.C.* a indagou se seu filho ainda estava na creche, e ela respondeu que já tinha buscado ele. Foi quando a amiga relatou que a filha dela, O*., havia contado para ela (JC*) que a "tia tal" e a "tia tal" (duas tias que por precaução, vamos omitir até que o caso seja devidamente apurado) haviam mexido na ´pererequinha` dela. Contou a menina à mãe e a mãe ligou para a outra mãe, N*., perguntando sobre o filho dela, mas na verdade ela aproveitou para inteirá-la dos fatos.

De imediato a mãe J*. foi indagar seu filho L.* se a "tia tal" havia mexido com ele. Estarrecida a mãe ouviu do filho que "sim, a ´tia tal` enfiou o dedo no meu ânus e doeu muito", contou o menino fechando os olhinhos, momento em que a mãe ficou apavorada. Indagado pela irmã e pelo pai no mesmo momento, o menino respondeu do mesmo jeito e dizendo que saiu muito sangue, ou seja, confirmando tudo.

Depois da confissão do menino a mãe e o pai procuraram o Conselho Tutelar onde segundo o BO PM, o menino confirmou tudo do mesmo jeito, detalhe por detalhe de como aconteceu.

Junto com a mãe do garoto de 2 anos na delegacia foi também a avó da menina de 2 anos. A avó contou que faz tempo que vem notando que a criança chega da creche apresentando a região genital inchada e bastante avermelhada, parecendo que o sangue vai sair para fora. Ela disse que achou estranho a neta estar daquele jeito, mas a princípio, acreditou ter sido apenas alguma alergia, mas passou a observar a neta.

A avó contou ainda que um certo dia ela foi buscar a neta e ela estava sendo trocada no trocador pela "tal tia" (a mesma denunciada pelas crianças). Quando a criança viu a avó já foi saindo do trocador e gritando "vovó! vovó!, porém a "tia tal" terminou de trocá-la. A avó disse que pegou a criança e foi embora.

No mesmo dia, mais tarde, a avó disse que foi dar banho na neta e notou que ela estava com a região genital avermelhada novamente, ou seja, igual no outro dia, foi quando desconfiou que alguém estava mexendo com sua neta, frisou a avó conforme consta no BO PM.

Que naquele dia a colocou sentada em uma cadeira, deu para ela um copo de coca e almoço, foi quando a menina virou-se para a avó e disse que "a ´tia tal` e a ´tia tal` colocaram o dedo na perereca dela".

Segundo o BO PC, a avó contou ainda que cerca de 20 dias atrás a menina não queria ir mais para a creche e então ela passou a cuidar da criança não permitindo que ela frequentasse mais a creche, porém, achou por bem não comunicar nada para a direção, inclusive não permitiu que sua filha (a mãe da criança) comunicasse a direção da crecho sobre o ocorrido. Ou seja, um erro grave da avó já que em casos como este os fatos devem ser comunicados imeditamente para que providências sejam tomadas. Mas ela preferiu não contar nada e ainda orientou a mesma coisa para a filha, mãe da criança.

A avó frisou na delegacia, consta no BO PC, que em outras ocasiões questionou a neta e que ela com gestos que as "tias tal" mexiam na genitália dela.

A avó pediu então que sua filha J.* entrasse em contato com todas as mães das crianças da creche para verificar se estava ocorrendo alguma coisa de errado com os filhos das outras também e, segundo o BO PC, muitas delas (outras mães) disseram que os filhos não queriam ir mais para a creche e que estavam fazendo coisas que não faziam antes, com comportamento diferente e que acreditavam que estavam abusando tanto das meninas como dos meninos também.

Orientada pela mãe, a mãe da menina ligou para outras mães e com uma delas, T.*., contou sobre o que vinha ocorrendo com sua filha. Depois disse que, através de mensagens todas elas foram se comunicando e informando que os filhos diziam a mesma coisa: ´que as tias tal enfiavam o dedo nos ânus deles(as)

Outra mãe de outra suposta vítima, a senhora F.*., compareceu na delegacia onde contou que sua filha M. até pouco tempo atrás se sentia bem indo na creche mas que ultimamente ela não queria ir mais, e quando chegava, chorava muito e abraçava muito a mãe.

Esta última mãe, sabendo dos fatos, disse que chegou a mandar mensagens via WhatsApp para a "tia tal" a indagando porque sua filha S.*. chorava tanto quando chegava em casa. Ela contou que a "tia tal" respondia apenas que "o fato se devia devido a carência da presença da mãe".

Esta mesma mãe disse ainda que por várias vezes sua filha retornava da creche e que ao dar banho nela notava que a região genital dela estava toda avermelhada e inchada, ou seja, igual a outra criança que avó também contou à polícia.

Esta mãe disse acreditar que era falta de banho ou por assaduras, mas que ao notar o comportamento estranho dela passou a desconfiar que algo de errado pudesse estar acontecendo com sua filha.

Na terça-feira, 5, a mãe B*. disse que procurou outra mãe, X*., e a indagou se B*. estava com comportamento estranho, pois a filha da mesma havia sido abusada na creche e que ela ia investigar mais a fundo o caso para ter certeza dos fatos.

Segundo BO PC, a mãe X*. chorava no telefone contando que a filha dela havia sido abusada e que provavelmente a filha desta outra mãe, também estava sendo vítima.

A mãe B* disse que passou então a conversar com sua filha. a qual contou que a "tia tal" estava colocando o dedo na ´periquita e no ânus dela, inclusive a criança fazia gestos com os dedos mostrando com a "tia tal" fazia, foi quando parou de questionar a filha porque não suportou mais ver e ouvir aquilo. E finalizou seu depoimento contando que sua filha não quer mais ir para a creche.

De acordo com o BO PC 536/2019 foram requisitados exames periciais no IML para averiguar as denúncias das crianças relatadas pelas mães na delegacia da cidade.

*Todos os nomes aqui citados são fictícios, exatamente para não identificar as famílias, e vítimas principalmente, ainda mais por se tratar de crianças de apenas 2 anos de idade, e também para dar o mesmo direito, o de defesa, às supostas autoras.

Motorista perde controle do veículo e bate em portão de uma casa em Cajobi

Nenhum comentário
Motorista perde controle do veículo e bate em portão de uma casa em Cajobi

Um homem de 35 anos provocou um acidente na manhã desta quinta-feira (7) em Cajobi. O motorista conduzia um carro pela rua João Geraldo, no bairro da Piscina, de frente da pista de skate, quando aconteceu o acidente.

De acordo com as primeiras informações o homem apresentava sinais de embriaguez e ele perdeu o controle da direção do veículo e bateu no portão de uma casa. Pelas redes sociais, circula um vídeo (abaixo) aonde mostra o veículo trafegando minutos antes do acidente.


O motorista foi socorrido com nenhum ferimento grave e foi encaminhado até a Delegacia de Cajobi. Ninguém se feriu. 

Motorista perde controle do veículo e bate em portão de uma casa em Cajobi

Riscos de tsunamis são alertados pelo Secretário-geral da ONU

Nenhum comentário
Riscos de tsunamis são alertados pelo Secretário-geral da ONU

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antônio Guterres, renovou alerta de que a elevação no nível dos oceanos em decorrência do aquecimento global aumenta os riscos de danos causados por tsunamis.

Ele fez a advertência em um comunicado divulgado no Dia Mundial da Conscientização sobre Tsunamis, que foi celebrado nesta terça-feira (5).

A ONU determinou a criação da data em 2015, sob a iniciativa do Japão. Ao invés de referir-se à situação como "mudança climática", Guterres usou o termo "emergência climática" em sua declaração.

Segundo ele, estima-se que 680 milhões de pessoas estejam em risco por viverem em áreas costeiras de baixa elevação e que o número pode passar de 1 bilhão até 2050.

Guterres disse ainda que, nos 15 anos desde o tsunami ocorrido no Oceano Índico em 2004, um grande progresso foi feito para aprimorar os sistemas de alerta preventivo no Oceano Índico, no Caribe e outras regiões, o que possibilitou que diversas vidas fossem salvas.

No entanto, ele alerta que, com o aumento do nível do mar, os poderes destrutivos de tsunamis podem ser exacerbados, pedindo que mais esforços sejam focados em lidar com a emergência climática.

Pesquisa do Sebrae mostra que seis em cada 10 empresários querem investir

Nenhum comentário
Pesquisa do Sebrae mostra que seis em cada 10 empresários querem investir

O Estudo Sondagem Conjuntural, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com dados de setembro, mostra a retomada do otimismo entre os donos de micro e pequenas empresas.

O percentual daqueles que acreditam na melhoria do cenário econômico cresceu de 56% em agosto para 59% em setembro.

Ainda segundo o levantamento, seis em cada 10 empresários (58%) têm planos de investir no próprio negócio em 12 meses.

A pesquisa ouviu quase 3 mil empreendedores entre os dias 11 e 18 de setembro.

Os dados mostram que 79% dos entrevistados que têm dificuldades em contratar mão de obra especializada optam por contratar pessoas inexperientes e capacitam no próprio estabelecimento.

De acordo com o Sebrae, isso comprova que as micro e pequenas empresas têm sido responsáveis não apenas pela geração de postos de trabalho, mas também pela formação de mão de obra no país.

“A Sondagem Conjuntural mostra que 62% dos empreendedores entrevistados estão na expectativa de aumentar o faturamento e 93% dos que estão otimistas acreditam que o crescimento dos negócios se dará com o governo atual”, diz nota do Sebrae.

Entre os setores mais otimistas destacam-se a construção civil (65%) e empresas de pequeno porte.

Para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, os pequenos negócios têm sido um dos alavancadores da economia no Brasil, pois são eles que estão gerando mais emprego e renda.

"Os donos de micro e pequenas empresas estão confiantes no futuro do país”, afirmou. “Somente este ano, foram mais de 670 mil vagas criadas pelas micro e pequenas empresas, o que representou cerca de 90% do total de postos de trabalho com carteira assinada, superando todo o saldo de 2018”, acrescentou.

Números da pesquisa

- Total recorde de empresários (35%) quer contratar funcionários nos próximos 12 meses.

- O percentual de empresários otimistas com o futuro da economia aumentou de 56% para 59%.

- Este percentual é o terceiro maior da série iniciada em 2017, e superou em 55% o do mesmo mês de 2018.

- O total de empreendedores otimistas em relação ao faturamento de suas empresas subiu para 62%.

- 93% dos otimistas com a economia acreditam que o país irá crescer mais com o governo atual.

-O otimismo é mais expressivo entre as EPP e os que atuam na Construção Civil.

- Cerca de 6 em cada 10 empresários (58%) querem investir nos próximos 12 meses.

- Mais da metade dos entrevistados (51%) disseram ter dificuldades em contratar mão de obra.

- 79% dos empresários têm optado por contratar pessoas inexperientes, capacitando-as no dia a dia da empresa.

Criança de 2 anos morre após televisão cair e acertar a sua cabeça em Rio Preto

Nenhum comentário
Criança de 2 anos morre após televisão cair e acertar a sua cabeça em Rio Preto

Uma criança de 2 anos morreu após uma televisão de 29 nove polegadas cair sobre a cabeça dela no bairro Lealdade Amizade, em São José do Rio Preto (SP), na tarde desta quarta-feira (6).

De acordo com a Polícia Civil, o aparelho eletrônico estava em cima de um móvel na sala da casa onde a família mora. A suspeita é de que a menina estava brincando quando o acidente aconteceu.

Os pais da criança, que estavam na casa, ouviram o barulho e foram checar. Ao chegar à sala, o casal viu a filha ferida com a televisão em cima dela.

Ainda segundo a Polícia Civil, a menina foi socorrida para a Unidade Básica de Saúde (UBS) e depois transferida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde não resistiu aos ferimentos e morreu.

O caso foi registrado como morte suspeita na central de flagrantes e será investigado pelo 3º Distrito Policial de Rio Preto, região onde a morte ocorreu.
© todos os direitos reservados | Blog Cajobi 2011 - 2019
feito com por Jean Morelli